sexta-feira, 25 de dezembro de 2009


Pulseirinhas Snap: Fato ou Boato?

Ana Lucia Bediks

Após receber alguns e-mails com alertas sobre as pulseiras snap ou “pulseiras do sexo”, resolvi pesquisar mais sobre o assunto e descobrir a verdade sobre as tais pulseiras. Comecei minha pesquisa pelos textos e links que foram encaminhados para mim. As pulseirinhas coloridas de silicone, agora promovidas “a pulseiras do sexo” fariam parte de um jogo, o Snap, com conotação sexual. Segundo essas fontes elas seriam um código para experiências sexuais, onde cada cor significa um grau de intimidade, desde um abraço até o sexo propriamente dito. Quem usa as pulseiras estaria automaticamente participando desse jogo, que funcionaria assim: uns tentam arrebentar a pulseira do outro. Aquele que consegue ganha o direito ao “ato” ao qual a cor da pulseira corresponde. Os “atos” vão desde um carinho até o ato sexual propriamente dito. Depois comecei a observar o grande número de crianças, pré-adolescentes e adolescentes que usam essas pulseiras. Para eles as pulseiras são “fashion” e existe até uma competição para ver quem tem o maior número de pulseirinhas. Vasculhei os principais meios de comunicação do Brasil, como jornais, rádio, TV e Internet e encontrei algumas reportagens dos jornais Agora, A Gazeta do Espírito Santo e uma reportagem no programa Bom Dia Espírito Santo. Todas essas notícias alertavam pais e educadores sobre o perigo das “pulseiras”. Entretanto não encontrei nenhuma notícia ou relato comprovado sobre garotas que estejam usando as pulseiras com essa finalidade sexual, nem de garotas que tenham sido abordadas por garotos querendo “jogar” com elas. Também não encontrei nada sobre meninos que estão atrás das meninas para arrebentar as pulseiras. Minhas pesquisas me levaram até um site em inglês sobre Lendas Urbanas (www.snopes.com/risqye/school/bracelet.asp) onde pude saber mais sobre as agora famosas pulseiras. Elas apareceram na década de 80 como um barato acessório de moda e ficaram conhecidas do público por pouco tempo quando foram usadas pela cantora Madona. Nos anos 90 elas caíram no esquecimento e voltaram a ser moda na atual década quando a cantora pop Avril Lavigne começou a aparecer com o acessório. No ano de 2003, essa lenda de que as pulseiras seriam parte de um jogo sexual entre adolescentes começou a se espalhar pelos Estados Unidos e gerou muita polêmica em escolas pelo país. A moda passou, os boatos também e novamente as pulseiras caíram no esquecimento. Somente esse ano, 2009, a lenda sobre as pulseiras começou a circular novamente na Inglaterra, mas dessa vez elas estariam sendo usadas por crianças e pré-adolescentes. Isso gerou muito burburinho entre os pais e educadores. E foi depois de tudo isso que essa lenda começou a se espalhar no Brasil, causando grande preocupação dos pais e escolas. O fato é que lenda ou verdade, a estória das tais pulseirinhas está ajudando no processo de erotização infantil que vem acontecendo no Brasil ultimamente. A Internet tem tido um papel fundamental para a rápida divulgação desses boatos. E uma quase histeria coletiva dos adultos sobre o assunto está cada vez mais dando asas a esses rumores. Não podemos esquecer que isso tem acontecido principalmente no meio evangélico. Antes de jogar fora todas as pulseirinhas de seus filhos, de proibi-los de usá-las ou de continuar ajudando a propagar essa lenda, quero convidar vocês a algumas reflexões.
I - O que você está conversando com seus filhos sobre sexo? Você tem passado os valores de Deus sobre o sexo para os seus filhos? Creio que quando conversamos franca e abertamente com nossos filhos sobre sexo, um simples boato espalhado pela mídia não irá abalar os valores que estamos plantando na vida deles dia a dia.
“Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar”. Deuteronômio 6:6-7

II - Você sabe o que seu filho está usando como roupas e acessórios? E o que você sabe sobre os brinquedos ou brincadeiras deles? Podemos dizer que “a bola da vez” agora é a pulseira do sexo, mas de tempos em tempos novas modas surgem. É difícil nos mantermos atualizados sobre tudo o que acontece no universo de nossos filhos, mas não é impossível. Uma rápida pesquisa em fontes confiáveis da Internet pode ser de grande ajuda.
“mas ponham à prova todas as coisas e fiquem com o que é bom. Afastem-se de toda forma de mal”. 1 Tessalonicenses 5:21-22
III - Você deixa que a mídia ou a moda digam o que seus filhos podem ou não usar? Ou é você que decide o que seus filhos podem usar ou fazer? Como pais cristãos não podemos deixar que a mídia ou as modas que aparecem aqui e ali ditem o que nossos filhos vão ou não usar ou fazer. Temos que assumir nosso papel de pais, orientando nossos filhos, conversando com eles e permitindo ou proibindo o que eles fazem ou usam.
“Tudo é permitido, mas nem tudo convém. Tudo é permitido, mas nem tudo edifica. Assim, quer vocês comam, bebam ou façam qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus”.1 Coríntios 10:23, 31

Precisamos conhecer o universo de nossos filhos, acompanhando as mudanças, as novidades e os perigos a que eles estão expostos. Ser pais cristãos hoje em dia não é tarefa fácil, mas nossos filhos são presentes de Deus para nós que merecem todo o nosso cuidado e atenção.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009


NATAL E NATAL, QUAL É O SEU?


Rm 14.5-8

“Um faz diferença entre dia e dia...”, diz o versículo 5 do texto citado. Isso significa que um dia pode ter determinado significado para mim e outro para você. Assim é com o Natal. Natal não pode ser um dia no ano, mas dias no ano. Por ele não ser dias no ano, ele se torna uma data, uma comemoração, um dia... Datas são apenas datas, mas as mais significativas são aquelas que fizeram história em nós. O Natal fez história em você como data que o marcou? O nascimento de Jesus só será Natal pra você se Ele tiver marcado os seus dias por ter nascido em você. Para muitos para muitos Natal é um dia de más recordações; gente que tira esse dia para sentir saudades dos que já foram, para curtir um nostalgia com as lembranças, isto porque ainda não lhes marcou o dia transformador do nascimento de Jesus. Para esses o Natal é um dia onde a família se encontra para celebrar a hipocrisia; aliás, faz tempo que o natal perdeu, em muitos, a gentileza, a confraternização, o encontro, a reconciliação.

I – O QUE TEMOS, ENTÃO, CELEBRADO? ANTES QUERO DEIXAR CLARO ALGUNS PONTOS FUNDAMENTAIS.

1. Que Jesus não nasceu no Natal, em 25 de dezembro. E não há como estabelecer com certeza a data do seu nascimento.

2. Que o Natal é uma herança de natureza cultural, instituída já no quarto século. Passou a ser celebrado em dezembro como uma criação Constantiniana, mas nunca fora antes celebrado pelos discípulos de Jesus.

3. Natal não é uma data pra todos, mas sim um acontecimento que teve início quando você creu que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo. É Natal se Deus é Emanuel em seus dias.

II – O QUE DEVEMOS, ENTÃO CONCLUIR?

1- Natal celebrado como data e sem Cristo na existência como Senhor e Salvador, é apenas a celebração de paliativos da morte, pois se Cristo não é o seu Natal o que você comemora é apenas as tristezas que a data trás pra você. O meu Natal é todo dia, pois, a cada dia vivo apenas porque creio que Deus estava em Cristo reconciliando consigo mesmo o mundo.

Os pais de Jesus não prepararam uma festa de aniversário pra ele. Por isso, Natal é a festa que há em seu coração por Ele ter nascido em você.

Há quem não o celebre por julgá-lo uma festa pagã. Pagã é uma vida sem celebração por não ter nascido nela o princípio de todas as coisas.

2- Natal é o começo da vida em você. Sem começo não há fim. Portanto só pode celebrar a ceia, que é a morte de Cristo, aquele pra quem houve um começo em Cristo. Cristo é o Alfa e o ômega, o princípio e o fim, aquele que era, que é, e que sempre será. Ele é o “Eu Sou”! O nascimento e a morte. Ele é quem nos salva e ninguém pode celebrar a salvação, sem que antes tenha aprendido, com gratidão, a celebrar o nascimento.

Portanto, como todos os dias, celebre seu natal com a gratidão de um filho da Graça que se encarnou como manifestação de uma reconciliação que já estava feita antes de acontecer na História, visto que o Cordeiro de Deus já havia sido imolado desde antes da fundação do mundo. Feliz Natal hoje pra você!

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

JOCÉLIA CÂNDIDO DA SILVA MOURA
25/02/1947 - 04/11/2009
Ontem a nossa amada irmã foi chamada à presença do Pai. Ela se recuperava de um transplante de fígado no Hospital São José do Avaí, em Itaperuna, RJ, mas teve complicações no pulmão e veio a falecer às 22h e 30m aproximadamente. Seu corpo aguarda o sepultamente na igreja do Turfe, que realizará o culto às 15 horas, tendo o sepultamento marcado para às 16 horas, no cemitério do Caju. Jocélia foi recebida como membro da nossa igreja em 29/12/2002, por profissãode fé e batismo realizados pelo Rev. Jônatas de Castro e marcou a Igreja do Turfe com sua serenidade e alegria. Deixará muitas saudades! Deus console o irmão Moura, seus filhos e netos. Deus console a sua igreja.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009


EXISTO, LOGO SOU FELIZ?
Eclesiástes 4
Adão pode dizer: “existo, logo sou feliz”, mas depois da queda, o fato de existir não garante a felicidade a mais ninguém. Viver tem dores. Quem vive na Terra deve saber que aqui a felicidade não é o resultado natural de existir. Quem tem essa expectativa, melhor lhe seria não ter jamais existido.
Em Eclesiates 4, Salomão aborda os males da existência. Vivemos... e o que podemos fazer pra que a vida não seja só sofrimento?
I - Como a existência é descrita aqui?
1- O mal é uma realidade e está por todos os lados. O problema é como ele entrou? Por Satanás. E como ele entrou em Satanás? Não sabemos, vv. 1-3.
A inveja é um mal presente em todos. Então desmistifica as motivações do sucesso e da destreza e diz que ambos são fruto da inveja, v.4-6.
2- A vaidade do sucesso. Na Terra há os que ajuntam o que não podem levar e guardam aquilo do que não usufruem. Onde está o princípio da causalidade? Por que tais bens caem em tais mãos? Ele tem riquezas porque trabalha, mas não usufrui e deixa pra quem?
Esses sucessos nada têm a ver com a pessoa, mas com os benefícios que ela pode trazer. Quando estão “por cima”, multidões de aduladores; quando lhes “passa o tempo”, não há mais memória deles. Eles eram “filhos” de um trono, mas não carregavam o trono em seus seres!
Quem possui não tem paz para usufruir; e quem não possui goza da paz de quem, tendo bens, não descansa, todavia, em seu coração. O que traz felicidade na vida é viver!
Poder realizar e usufruir é pura Graça, é dom de Deus e não vem naturalmente no pacote dos sucessos.
II - Como melhorar?
1- Parceria é melhor que isolamento, vv.9-12.
2- Melhor o jovem pobre, mas sábio no poder do que um velho insensato e orgulhoso, ainda que esse jovem tenha saído da prisão. Um reino motivado pelo orgulho acaba, mas um sábio permanece, v. 15-16.
Portanto, existo e posso ser feliz; minha alegria não depende do meu sofrimento e nem daquilo que eu tenho, mas a alegria no Senhor é a minha força. Posso ser alegre e bem sucedido, contente com todos as coisas, porque sei que o meu Pai tem o controle sobre todas as coisas. Chore com os que choram, mas que o seu choro tragam aos que choram um alegre conforto.


domingo, 11 de outubro de 2009

Dr. Edméia Williams estará na IPTC


Na próxima quinta feira, às 19:30 horas, estaremos recebendo na IPTC a Dr. Edméia Williams. Edméia Williams nasceu em Santarém do Pará onde é formada em pedagogia , filosofia , psicologia e música . Mais tarde fez o curso de Liderança Cristã pelo Instituto Haggai, em Cingapura e Missionária no Celly Oak Collage, na Inglaterra é presidente do Ministério Atos 29. Palestrante internacional, fundadora da casa de Maria e Marta há 14 anos, no Morro Dona Marta, Botafogo, Rio de Janeiro, comunidade que hoje é considerada a melhor em qualidade de vida e primeira no Brasil com internet wireless. Não perca essa oportunidade de ouví-la.

CLICK NAS IMAGENS E LEIA O BOLETIM DE 11/10



terça-feira, 22 de setembro de 2009

Pastor Jônatas lança CD no próximo sábado!

No próximo dia 26, às 20:00 horas, o pastor Jônatas de Castro, estará lançando o seu 2º CD, entitulado "No Altar". Repleto de músicas de adoração, o CD No Altar, já está disponível nas lojas de Campos e pode ser adquirido também pelo e-mail no-altar@bol.com.br . Destaque para a música "No Altar" que dá título ao CD e tem a participação de Fabiana Bense e André Bonifácio.

domingo, 20 de setembro de 2009

VICENTE E NILTON AGORA SÃO PRESBÍTEROS!

A Igreja reunida hoje, no período da Escola Dominical, em Assembléia Geral Extraordinária, elegeu presbíteros os irmãos diáconos Vicente Ribeiro de Souza e Nilton Amaral. A Assembléia aconteceu em clima bem agradável, porém bem disputado, pois o irmão Leonardo Trancoso foi bem votado em todos os escrutínios. Devido ao horário avançado, a Assembléia decidiu se reunir novamente, no próximo domingo, para proceder a eleição de mais dois diáconos. Oremos pelos novos presbíteros e pela Assembléia no próximo domingo!

terça-feira, 8 de setembro de 2009

ESTOU BEM CERTO - Rm 8.38-39


Paulo declara que estava bem certo de que nada poderia separá-lo do amor de Cristo, v. 35. Nesse versículo ele coloca várias situações de sofrimentos, mas aqui, nos vv. 38 e 39, os sofrimentos são mais sutis. Ele está convencido, persuadido, por sua própria experiência, de que nada poderá separá-lo do amor de Deus. Agora ele não se refere mais a tribulação ou à angústia e sim a morte. A morte não pode nos separar do amor de Cristo porque Ele a venceu! Veja os textos de Rm 14.8; Hb 2.4, 14-15. Agora, em Cristo, a morte não mata! 1 Co 15.26. 54-58. A vida não pode nos separar do amor de Deus. O que seria mais fácil morrer ou viver? 7.15 diz que preferiria ter a alma estrangulada ou morrer do que viver em tortura. Quando viver se torna mais difícil que morrer, o viver pode tentar nos separar de Cristo. Ou ainda, quando o viver se enche de vaidades que nos afastam do Criador. Anjos e principados poderiam nos separa do amor de Cristo? Aqui se refere à anjos bons e maus. Lúcifer era um bom anjo que tentou separar outros de Deus. Seria isso possível? Anjos são muito mais poderosos que os homens, mas não podem nos separar do amor de Cristo, porque maior é Ele que está em nós. Poderes poderiam nos separar do amor de Cristo? Aqui, segundo estudiosos, pode estar em foco, demónios, poderes baixos, feitiçaria, macumba. Porém, aquele que está em Cristo, o maligno não o toca sequer. Porém, observe que é necessário estar em Cristo; Não dês lugar ao diabo. Paulo fala de cousas do presente e do futuro. Podemos estar certos de que qualquer coisa presente hoje ou no futuro, poderia nos separar do amor de Cristo. Não há o que possa nos surpreender no futuro que nos separe do amor de Cristo! Altura, profundidade - O que existe em qualquer espaço, no céu ou no inferno; algo até mesmo que não saibamos o que é, não poderá nos separar do amor de Cristo. Criatura - qualquer coisa em toda criação não poderia nos separar do amor de Cristo. Quem nos acusará ou nos condenará? Cristo nos atraiu com amor eterno e nesse amor podemos descansar porque Ele intercede por nós!

Esboço do estudo ministrado na terça, na IPTC.

Pr. Jônatas de Castro

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

NOSSO BLOGGER!







Olá pessoal!



Esperamos que o nosso espaço aqui seja bem aproveitado.



Você poderá postar seus comentários, como: O que achou da aula em sua classe? O que achou do culto, do Estudo Bíblico ou da Reunião de Oração? Como foi a Palavra do culto de domingo à noite? Poderá ler o nosso boletim. Mandar recados de parabéns para os aniversariantes emuitas outras coisas abneçoadas, basta que sejam criativos e façam tudo para a glória do nosso Pai! Divulguem o nosso blogger!



Deus abençoe!



Um grande BJ!!!



Pr. Jônatas